A preservação da memória da Santa Casa

Foto: Banco de Imagens/Santa Casa
O rico acervo que o Centro Histórico-Cultural guarda, já se encontra na sede definitiva – as Casinhas da Independência (foto). Ainda que não inaugurado oficialmente, está aberto à comunidade, para a realização de pesquisas.

Acadêmicos de diferentes áreas e comunidade, em geral, podem se encontrar com o passado da cidade e do estado, através dos papéis que a Santa Casa guarda e conserva.

Os registros feitos, na atualidade, em papel ou suporte virtual estão recebendo um tratamento especial, com a implantação da Gestão Documental. O objetivo principal é guardar a memória do tempo presente. No futuro, a partir da política arquivística desenvolvida hoje, no CHC, as fontes documentais da trajetória institucional contemporânea estarão preservadas.

Com a informática cada vez mais presente no cotidiano da produção documental, o CHC reafirma-se como guardiã da memória da mais antiga instituição hospitalar do Rio Grande do Sul.

O acervo arquivístico pode ser consultado, no horário das 8h30 às 17h. Mais informações pelo telefone (51) 3214.8255
 
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Feliz 2011

Wiley promove webinar sobre publicação de artigos em revistas científicas

Plataforma dos treinamentos online passa por atualização e oferece novas funcionalidades