Cientistas terão que justificar uso de animais em pesquisas no Brasil


Ministério da Ciência receberá relatórios periódicos de comissões de ética.
Sempre que possível, pesquisadores terão de usar métodos alternativos.
 
O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação instituiu um novo formulário para regulamentar o uso de animais em pesquisas. O documento servirá para que cientistas de todo o país prestem informações sobre os projetos que envolvam animais a comissões de ética especializadas.

Essas comissões, então, prepararão relatórios anuais que deverão ser repassados ao Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (Concea), órgão ligado ao Ministério.

O objetivo da norma é assegurar que as experiências com animais só serão feitas nos casos em que não houver outro método cientificamente validado para fazer a experiência. Sempre que possível, no entanto, os pesquisadores terão de optar pelas técnicas “in vitro” – com células isoladas em laboratório – ou “ex vivo” – usando apenas alguns tecidos específicos, retirados do animal.

A aprovação formal do formulário foi publicada nesta quinta-feira (19) pelo Diário Oficial da União, e passa a valer 15 dias após a data.

Simpósio em Brasília

O Ministério divulgou também a realização de um simpósio para debater o uso de animais em experiências no Brasil. O objetivo é capacitar os gestores das comissões de ética locais em relação às normas do setor. O evento organizado pelo Concea acontece em Brasília nos dias 13 e 14 de junho.


Leia também:

EUA vão restringir uso de chimpanzés em pesquisas científicas

Brasil ainda usa poucas alternativas a animais em pesquisas

FONTE: G1 - Ciência e Saúde, 19/04/2012

Deixe seu comentário:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Feliz 2011

Wiley promove webinar sobre publicação de artigos em revistas científicas

Plataforma dos treinamentos online passa por atualização e oferece novas funcionalidades