quinta-feira, 28 de junho de 2012

A preservação da memória da Santa Casa

Foto: Banco de Imagens/Santa Casa
O rico acervo que o Centro Histórico-Cultural guarda, já se encontra na sede definitiva – as Casinhas da Independência (foto). Ainda que não inaugurado oficialmente, está aberto à comunidade, para a realização de pesquisas.

Acadêmicos de diferentes áreas e comunidade, em geral, podem se encontrar com o passado da cidade e do estado, através dos papéis que a Santa Casa guarda e conserva.

Os registros feitos, na atualidade, em papel ou suporte virtual estão recebendo um tratamento especial, com a implantação da Gestão Documental. O objetivo principal é guardar a memória do tempo presente. No futuro, a partir da política arquivística desenvolvida hoje, no CHC, as fontes documentais da trajetória institucional contemporânea estarão preservadas.

Com a informática cada vez mais presente no cotidiano da produção documental, o CHC reafirma-se como guardiã da memória da mais antiga instituição hospitalar do Rio Grande do Sul.

O acervo arquivístico pode ser consultado, no horário das 8h30 às 17h. Mais informações pelo telefone (51) 3214.8255
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário: