terça-feira, 31 de maio de 2011

Cresce o consumo de café entre os jovens

Pesquisa aponta que, de 2003 a 2010, subiu de 85% para 91% o percentual de pessoas entre 15 e 19 anos que bebem café regularmente. Dado faz parte de estudo da ABIC realizado com apoio do Ministério da Agricultura.

Da Redação, com informações da ABIC

Os jovens brasileiros estão consumindo mais café. Pesquisa divulgada nesta quinta-feira, 26 de maio, aponta que, de 2003 a 2010, subiu de 85% para 91% o percentual de pessoas entre 15 e 19 anos que declararam ter o café como bebida habitual. Na faixa de 20 a 26 anos, o percentual passou de 83% para 90%, no mesmo período. O estudo “Tendências de Consumo de Café” é realizado anualmente pela Associação Brasileira da Indústria do Café (ABIC) com apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

“O café se tornou ‘fashion’ e os jovens se juntaram aos seus pais no gosto pelo nosso cafezinho”, comemora o diretor do Departamento do Café do Ministério da Agricultura, Robério Silva. Segundo a ABIC, as pesquisas que mostram os benefícios da bebida para a saúde e a variedade de receitas com café combinado com leite vaporizado, calda de chocolate e chantilly contribuíram para ampliar os consumidores jovens.

A pesquisa mostrou também que a preferência pela bebida aumentou entre as pessoas com mais de 36 anos: de 96% para 98%, nos últimos sete anos. Houve, ainda, a confirmação de que o café é a segunda bebida mais consumida pela população acima dos 15 anos, atrás apenas da água e à frente dos refrigerantes. Em 2010, esse comportamento foi apontado por 95% dos entrevistados, que afirmaram ter o café entre as bebidas habituais. Os entrevistados também disserem ter consumido o produto na véspera e no dia da entrevista.

Para a pesquisadora responsável pelo estudo, Ivani Rossi, esse dado mostra consistência no consumo da bebida. “Não é um produto sazonal. É um consumo consistente identificado ao longo dos anos”, afirma.

Outra constatação do estudo é o crescimento do hábito de tomar café fora de casa. A quantidade de pessoas que declararam saborear um cafezinho em padarias, cafeterias, restaurantes e outros locais saltou de 14%, em 2003, para 57%, em 2010 – um aumento de 307%. Nesse universo, o café coado ou filtrado tem a preferência de 94% dos consumidores. Porém, houve um crescimento de 21,3% no consumo de espresso e café gourmet.

Hábitos de consumo

Entre os que bebem café espresso, 100% disseram consumi-lo puro após o almoço e após o jantar. Para 55% dos entrevistados, um bom café é o saboroso e que deixa um gosto bom na boca. A pesquisa mostrou ainda que 45% das pessoas consultadas afirmaram que pagariam mais por um bom café, outro dado que mostra a busca por qualidade.

Os benefícios da bebida também foram objeto do estudo. Das 1.680 pessoas entrevistadas, 50% declararam conhecer as vantagens do consumo regular. A principal – mais disposição – foi apontada por 70%. A melhoria da memória e da concentração foi mencionada por 30% das pessoas consultadas em 2010.

Entenda melhor

A pesquisa “Tendências de Consumo do Café” retrata o perfil do consumo em 2010. Para realizar o estudo foram entrevistadas 1.680 pessoas acima de 15 anos, em 19 municípios de todas as regiões do país. A pesquisa anual tem a intenção de identificar a posição do café nos hábitos de consumo e levantar informações que permitam acompanhar a evolução de mercado. O estudo é realizado pela Associação Brasileira da Indústria do Café (ABIC), com recursos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) do Ministério da Agricultura.

Acesse a pesquisa “Tendências de Consumo do Café”


FONTE: Ministério da Agricultura, 26/05/2011

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário: