sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Semana Mundial do Aleitamento Materno

A Semana Mundial do Aleitamento Materno está sendo celebrada de 1º a 7 de agosto e incluirá mais de 170 países no mundo.

Amamentar é a primeira e mais importante ação para o desenvolvimento saudável da criança, fortalecendo também o vínculo fundamental entre a mãe e o bebê.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda, para a população em geral, que os bebês recebam exclusivamente leite materno durante os primeiros seis meses de idade. Depois dos seis meses, com o objetivo de suprir suas necessidades nutricionais, a criança deve começar a receber alimentação complementar segura e nutricionalmente adequada, juntamente com a amamentação, até os dois anos de idade - ou mais.

Como parte do plano de ação para facilitar e fortalecer a mobilização social para amamentação, a World Alliance for Breastfeeding Action (WABA) segue com a estratégia global para promover a "Semana de Amamentação Mundial" (WBW - World Breastfeeding Week). Com o tema em 2012 "Understanding the Past-Planning the Future" (Entendendo o Passado, Planejando o Futuro)”, a semana será celebrada de 1º a 7 de agosto e incluirá mais de 170 países no mundo. A semana comemorativa, celebrada desde 1992, é apoiada também pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Há 20 anos, a WABA lançava a primeira campanha da Semana Mundial do Aleitamento Materno com o tema: "Baby-Friendly Hospital Initiative". Muitas coisas aconteceram nesses 20 anos e agora é hora de comemorar, mas também é hora olhar para trás e entender o que aconteceu e por quê.

A amamentação exclusiva reduz a mortalidade infantil por doenças comuns na infância, como diarréia e pneumonia, e ajuda na recuperação de enfermidades. Além disso, a prática aproxima a mãe do filho, ação importante para transmitir calma e segurança à criança.

O suporte adequado às mães e às famílias para que iniciem e mantenham a amamentação materna poderia salvar a vida de muitos bebês. O apoio da família e a preparação do sistema de atenção à saúde também são formas de promover a amamentação para assegurar a saúde e a sobrevivência das crianças.

FONTE: BIREME

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário: