sexta-feira, 21 de junho de 2013

Biblioteca digital da USP atinge a marca de 40 mil teses

Lançado em 2001, serviço reúne dissertações de mestrado e teses
de doutorado  e livre-docência (reprodução)


         A Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD) da Universidade de São Paulo (USP) atingiu a marca de 40 mil títulos, entre dissertações de mestrado e teses de doutorado.
        Segundo dados divulgados pela USP, a biblioteca, que foi lançada em junho de 2001, reúne 24.128 dissertações de mestrado, 15.872 teses de doutorado e 246 de livre-docência.
        Para o pró-reitor de Pós-Graduação da USP, o professor Vahan Agopyan, a BDTD dá visibilidade mundial ao conhecimento de alto valor agregado produzido pelos programas de pós-graduação da universidade.
       Com metodologia adotada por instituições como o Massachusetts Institute of Technology (MIT), a Virginia Polytechnic Institute and State University (Virginia Tech) e o California Institute of Technology (Caltech), a BDTD integra o catálogo mundial que reúne mais de 3 milhões de títulos no mundo todo e tem sido relevante para que a USP esteja bem posicionada nos diversos rankings mundiais.
       A biblioteca digital da USP está associada à Networked Digital Library of Theses and Dissertations (NDLTD) e ao Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), do Ministério da Ciência e Tecnologia, por meio da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações.
      A Biblioteca Digital de Teses e Dissertações foi inaugurada junto com o Portal do Conhecimento, uma iniciativa que teve como intuito disponibilizar mundialmente, pela internet, o conhecimento produzido e acumulado pela universidade.

Mais informações: www.teses.usp.br


FONTE: Agência FAPESP, 21/06/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário: