sexta-feira, 15 de março de 2013

Livro sobre Cinema, ética e saúde será lançado no Museu Júlio de Castilhos

       
        Será lançado no próximo sábado (16), às 19h, no Museu Júlio de Castilhos, o livro Cinema, Ética e Saúde. A coletânea de 376 páginas, organizada pela professora de filosofia da UFCSPA Ana Carolina da Costa e Fonseca, reúne 72 artigos escritos por 36 autores.

         O livro, escrito a muitas mãos, é resultado de um trabalho de pesquisa, análise de filmes, produção de textos, realizado ao longo de dois anos pelo grupo de pesquisa em Bioética e Direito da universidade. Os autores, em sua maioria, são vinculados à própria universidade ou a Faculdade de Direito da Escola Superior do Ministério Público.

       A organizadora assina individualmente ou em colaboração com outros integrantes. A obra é dividida em quatro partes: Primeiro Olhar, O viver, O morrer e Outros Olhares. Todos os artigos abordam filmes distintos e contêm indicação de temas para discussão, leituras complementares, além de dados sobre o filme.

       O livro oferece uma seleção temática de filmes, um ensaio a respeito de cada filme, uma lista de questões para serem discutidas e uma lista de livros sobre os temas em questão. O livro é uma produção da Editora Bestiário com projeto gráfico e capa de Roberto Schmitt-Prym.

Debate
Antes do lançamento, às 16h, será realizado um debate sobre o tema com a seguinte programação:

16:00 Emília dos Santos Magnan

Ética nas relações familiares em situação de conflito: Alienação parental

16:25 Ivy Pimenta Dias

A manipulação da memória no filme Brilho eterno de uma mente sem lembranças

16:50 Matheus Iglessias Mazzochi

Gattaca: manipulação genética e determinismo social

17:15 Cora Efrom

O declínio do império americano e As invasões bárbaras: discutindo a vida e a morte

17:40 Juliana Nólibos

Food, Inc. e Meat the truth: questões éticas da produção industrial de alimentos vegetais e de
animais para consumo e seu impacto na saúde dos seres humanos, dos animais e do planeta

18:05 Marianna Rodrigues Vitório

Colisão de princípios fundamentais em Johnny got his gun: direito à vida ou direito à morte?

18:30 Laís Chaffe

Comentários da diretora sobre o filme Canto da cicatriz

Texto: Assessoria Sedac

FONTE: UFCSPA e SEDAC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário: