quinta-feira, 14 de junho de 2012

OMS pede mais doações no Dia Mundial do Doador de Sangue


Mundo tem 92 milhões de doações ao ano, mas 30 milhões doam uma vez.
Demanda passou a ser maior com o aumento da expectativa de vida.
 
Da France Presse
 
A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu nesta quinta-feira (14) mais doações em ocasião do Dia Mundial do Doador de Sangue.
 
"A cada ano, milhões de pessoas dependem da generosidade dos doadores de sangue", destacou a OMS, ressaltando que "a demanda de sangue e produtos sanguíneos aumenta em todo o mundo".
Segundo a organização, para atender a esta demanda, é necessário que "mais gente doe seu sangue voluntariamente".

De acordo com a OMS, a cada ano ocorrem em todo o mundo mais de 92 milhões de doações de sangue. A maioria dos doadores são voluntários, mas destes 30 milhões só doam sangue uma vez.

"Devemos incentivar esses doadores a voltarem e se tornarem doadores regulares", declarou o doutor Neelam Dhingra, coordenador da unidade de segurança de transfusões da OMS.

O doutor Dhingra acrescentou que há mais demanda devido ao aumento da expectativa de vida e à prolongação dos tratamentos de doenças crônicas.

Além disso, alguns produtos, como as plaquetas, só duram cinco dias, razão pela qual seus estoques precisam ser renovados continuamente.

Para qualquer intervenção cirúrgica importante é preciso uma reserva de sangue, acrescentou a OMS. Também é preciso sangue para tratar hemorragias severas que podem acontecer em um parto e que são a principal causa de morte materna no mundo.


FONTE: G1 Ciência e Saúde, 14/06/2012

Leia também:

Ministério da Saúde apresenta ações para ampliar doação de sangue no País

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário: