quinta-feira, 19 de abril de 2012

Leitura na pediatria ameniza internação

Espaço criado por pedagogas no HSA auxilia na recuperação de crianças
Iniciativa incentiva pacientes da ala pediátrica a manter o contato com livros durante o período de hospitalização
Crédito: FERNANDO GOETTEMS / especial / CP

A literatura infantil está sendo usada como recurso na recuperação de  crianças  internadas no Hospital Santo Ângelo (HSA). A novidade, que envolve a criação de uma biblioteca na Pediatria, é fruto da iniciativa das pedagogas Josiane Lerino, Pâmela Martins e Tânia Baptista, que perceberam, em sala de aula, as consequências da carência de livros no ambiente hospitalar. Elas contam que a ideia surgiu quando boa parte de seus alunos da educação infantil precisou permanecer na casa de saúde, retornando à escola com prejuízo ao hábito de leitura. Segundo as profissionais, no período de internação, constatou-se que houve o afastamento dos livros e das histórias, fazendo com que as crianças deixassem de exercitar a imaginação.

Com isso, as educadoras resolveram criar um projeto para instalar uma biblioteca na ala pediátrica. A direção do hospital aceitou a ideia e as professoras começaram, então, a coleta de livros. Em 30 de março, Josiane estava de aniversário e solicitou a seus convidados obras infantis como presente. "Fiquei emocionada, pois houve a arrecadação de 263 livros", destaca. As publicações foram catalogadas e, desde o começo desta semana, formam o acervo da biblioteca. Segundo as pedagogas, esse novo espaço lúdico vai proporcionar o acesso à literatura, buscando amenizar o período de internação.

Conforme a coordenadora da Pediatria, Denise Verardi, com a iniciativa, o livro passa a ser identificado como um objeto de prazer, distração e auxílio na recuperação das crianças. As professoras pretendem também incentivar a formação de mais leitores e esclarecer os pais dos pequenos pacientes sobre a importância de ler histórias desde cedo aos filhos. "A biblioteca serve tanto para as crianças que já sabem ler como para aquelas que estão em processo de alfabetização", comenta Josiane.

As educadoras conseguiram também montar uma rede de colaboradoras. Professoras da educação infantil vão participar contando histórias às crianças internadas. Interessados em doar livros infantis e infanto-juvenis podem entregá-los na Pediatria do HSA ou na coordenação do curso de Pedagogia da URI.

FONTE: Correio do Povo, 19/04/2012, p.17

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário: