terça-feira, 20 de março de 2012

Impacto da base médica UpToDate

A Uptodate, enciclopédia online de tópicos em Ciências da Saúde tem apresentado bons resultados quanto a seu uso no âmbito hospitalar.

A empresa de pesquisa KLAS, que mede o desempenho da tecnologia de saúde, recentemente lançou o relatório “Apoio à decisão clínica 2011”. Na categoria de 'Referência de doenças', o relatório mostra as conclusões de um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de Harvard, onde os resultados mostraram que o uso da UpToDate como referência para a equipe médica no hospital tem sido um importante instrumento, relacionado à baixa imortalidade, redução no período de internação e melhora na qualidade do hospital.

A UpToDate (http://www.uptodate.com/) é uma base de informações médicas referenciais online, baseada em evidências, revisada por pares, da editora Wolters Kluwer Health (http://www.wolterskluwerhealth.com/). É atualizada com ótima frequência, a cada quatro meses.

De acordo com o relatório da KLAS, as ferramentas de fiscalização e de referência à doenças da UpToDate foram classificadas como as ferramentas mais impactantes para decisões clínicas instantâneas. A ferramenta de referência para doenças baseada em evidências é a preferida de cirurgiões, tem um alto impacto clínico e é a base mais usada por médicos.

Na categoria de Referência de Doenças, a UpToDate tem o impacto maior e mais positivo sobre a qualidade e os resultados de custo, influencia nas decisões clínicas e padroniza o atendimento.

Além disso, os entrevistados disseram que a UpToDate é a mais fácil de implementar contra as outras bases avaliadas na pesquisa e tem maior integração com o EMR (Electronic Medical Record), que é um registro médico informatizado em organizações, tais como hospitais e consultórios médicos.

Referência:


JEFFLINE. UpToDate Impacts Quality and Cost Outcomes. JEFFLINE, 2011. Disponível em: <http://jeffline.jefferson.edu/aisrnews/?p=2306>. Acesso em: 31-JAN-2012.

FONTE: Seção de Acesso a Bases de Dados - SeABD da UFSCAR, 7/03/2012.

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário: